Archive for agosto \31\UTC 2009

Repercussão internacional

31 agosto 2009
Sergio Gabrielli - CEO da Petrobras - checando a repercussão internacional do seu blog chapa-branca

Sergio Gabrielli - CEO da Petrobras - checando a repercussão internacional do seu blog chapa-branca

Nesse domingo, 30 de agosto, o website da conceituada revista de economia BusinessWeek publicou matéria em que esse blog é citado. Fui procurado pela jornalista Geri Smith há duas semanas aproximadamente para ser entrevistado sobre os assuntos “blog da Petrobras” e a repercussão desse blog paródia.

Dei a entrevista por e-mail, onde contei o motivo de ter criado esse espaço e ainda passei alguns dados sobre tráfego. Smith foi muito gentil e mostrou-se, como se pode aferir na matéria publicada, excelente jornalista.

Campanha de adesão na TV

31 agosto 2009

blog TV petrobras PT 2CE

A Petrobras soltou no ar uma nova campanha publicitária em que divulga sua marca, suas conquistas, coisa muito normal. É uma campanha dispendiosa, com comerciais de TV de 30 segundos e que sorrateiramente insere, lá no finzinho da propaganda, o endereço do seu blog anti-imprensa.

Então ficamos assim: Uma empresa que tenta mostrar-se moderna e capaz, induz o público consumidor a entrar em um site da internet onde as duas únicas pautas são desmoralizar uma CPI do senado federal e atacar o trabalho da imprensa.

O consumidor que assistir o comercial de TV vai, embarcado pelo belo trabalho de promoção institucional, de boa fé cair em um blog de viés político, com uma seção de comentários recheado de textos de caráter eleitoral pró-governo, onde uma falsa impressão de adesão é fabricada devido a censura que exercem sobre a participação dos comentaristas que desejam criticar ou rebater as informações.

Mais uma novidade no mundo do marketing empresarial e no mínimo uma falta de decoro perante as leis eleitorais, pois mistura política com negócios.

Depois reclamam quando chamamos aquilo de site chapa branca disfarçado, sob comando do PT. Nunca antes neste país, quiçá no mundo, um blog ganhou campanha de divulgação na televisão, um dos meios mais caros de veiculação de propaganda. Blog que é blog, já disse aqui, se faz na raça dentro do mundo virtual. É um meio alternativo de comunicação, que não comporta esse uso desmedido de poder econômico como o que está sendo feito pela Petrobras. Deixou de ser blog, definitivamente.

Mais um dossiê vagabundo do governo Lula sem punição

28 agosto 2009
Francenildo Costa, um Herói

Francenildo Costa, um Herói

Ontem o STF – Supremo Tribunal Federal – decidiu por apertado placar de 5 a 4 o não recebimento de denúncia feita pelo Ministério Público contra o ex-ministro da fazenda  e atual deputado federal Antonio Palocci Filho e seu então assessor de imprensa Marcelo Netto, referente a quebra e divulgação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa.

Sinceramente, para mim, foi uma decepção ver a mais alta corte do Brasil rejeitar tão robusta e bem elaborada denúncia do MPF – Ministério Público Federal, alegando não haver ali provas contundentes contra o ex-ministro. Não consigo entender – e já li hoje diversos especialistas também divergindo da decisão do supremo – o porquê da decisão.

Estava o STF decidindo se aceitava ou não o início de um processo judicial contra os acusados, apenas isso. Não havia ali julgamento definitivo que exigisse provas materiais explícitas. A bem elaborada denúncia do MPF era mais cristalina que água: Havia todos os elementos respaldando indícios de crime, um roteiro perfeito com horas e datas, depoimentos relevantes e didáticos de várias testemunhas, uma cronologia exata dos acontecimentos e a motivação clara das ações dos réus.

Eu assisti pela TV Justiça, ao vivo, o voto de cada um dos ministros. Gilmar Mendes, presidente da corte, fez uma pomposa justificativa de seu voto contrário ao indiciamento de Palocci, usando muitas citações. Mas foi principalmente pecaminoso quando alegou que gente simples não tem capacidade de discernir o estado psicológico de outrem, e são (as pessoas simples) facilmente manipuladas pelos órgãos de investigação (discursando sobre o depoimento do motorista do ex-presidente da Caixa Econômica Federal, que o ministro classificou como irrelevante). Nesse momento me senti como uma empregada doméstica que recebe reprimenda da dona da “Casa Grande” por ter – vejam só! – nascido com olhos e ouvidos.

Temos então, um crime com vítima, mas sem criminosos. Está materialmente provado o crime, ele houve! O único beneficiário seria Palocci, e há indícios aos montes na reconstituição dos fatos pelo MPF.

Toco nesse assunto porque desde que iniciei esse blog mantenho-me anônimo. Um dos maiores motivos é justamente esse emblemático caso onde o governo, por meio de seus agentes políticos, usa seu poder para influir nas instituições de Estado, no intuito de devassar e intimidar um adversário vindo do povo. Um simples caseiro foi alvo da mais sórdida manobra na tentativa de desqualificá-lo como testemunha. Tentaram “colar” num cidadão a pecha de mentiroso, interesseiro e vendido, usando artifícios criminosos para o levantamento e manipulação de dados pessoais.

Esperava do STF uma exemplar decisão sobre esse caso. Um recado claro aos agentes públicos sobre suas responsabilidades. Era o momento certo para demonstrar repulsa a uma prática até comum nos dias de hoje, infelizmente, onde o exercício do poder político contamina órgãos de Estado. Foi mais um dossiê vagabundo do governo Lula sem punição.

Por essas e outras que continuarei anônimo. Francenildo, o caseiro, foi derrotado, e com ele cada um de nós simples mortais. Palocci, homem da política, ex-ministro de estado e pessoa possuidora de contatos estreitos nas mais altas esferas de poder, comemorou com champagne. Não temos no Brasil, ainda, um Estado de Direito democrático consolidado. Uma pena.

O puxadinho da Petrobras

26 agosto 2009

Em depoimento à CPI da Petrobras, o gerente-geral de Implementação de Empreendimentos para a Refinaria Abreu Lima, Glauco Colepicolo Legatti, reconheceu que o valor total da obra passou de R$ 10 bilhões para R$ 23 bilhões. Segundo ele, o aumento na previsão de gastos com a construção foi provocado por “indefinições e mudanças” no projeto inicial da refinaria.

 Do UOL Notícias

 

– Seu João, o senhor já terminou as contas do orçamento do meu puxadinho?

– Terminei sim Dona Antonia, tá tudo aqui na cadernetinha, tudo certin.

– Pois é Seu João, meu marido tá aflito, ele quer começar logo a obra, a mãe dele vem aqui morar com a gente, sabe como é, né?

– Ih Dona Antonia! Esse negócio de sogra morando junto, sei não…

– Nah! Eu e Dona Maria nos damos bem Seu João, ela é gente boa. Mas e a conta Seu João? Fala logo homem de Deus!

– Bão Dona Antonia, minhas contas aqui são infalíveis. Esse puxadinho com quarto e banheiro, mais a caixa d’agua de 500 litros e a varandinha pra véia deitar na rede vai sair doze mil Reais, nem mais nem menos.

– Doze mil Seu João! Mas o senhor tava falando em dez até ontem! O Juvenal vai ficar uma arara com esse preço… Sei não… Tá tudo incluso Seu João? Material, mão de obra, entulho, a caixa d’agua, tudo?

– Tudim tudim dona Antonia, pode ficar no sossego.

Oito meses depois…

– Toninha minha mulher, eu vou matar esse pedreiro!

– Faz isso não Juju, tá quase terminando… Calma homem, calma!

– Terminando tá minha paciência e meu bolso Toninha! Já vendi o carro, já não sei mais o que falar pros credores do cartão de crédito, tô ficando louco mulher, tô lascado!

– Mais dois meses amor e sua mãe se muda pra cá, tá na beirinha de acabar, tá no finzinho…

– Mas esse pedreiro falou, escreveu aqui nesse papel de pão, que não ia ficar por mais de quinze mil essa obra, e isso já tem oito meses, O-I-T-O meses! Tô vendo que isso vai passar de vinte mil, e eu vou ter que vender até a geladeira e a nossa TV…  Mulher, vou ter que vender seu fogão de seis bocas, escreve aí!

– Juju, fala isso não, podia ser pior… Veja a Petrobras! Eles falaram que iam gastar 10 bilhões numa obra e agora já tão falando em 23, tão pior que o nosso pedreiro! Calma que pelo menos desvio e roubo aqui em casa tem não. Seu João é atrapalhado com as contas, mas político não é não.

– Deus me livre Toninha, Deus me livre!

Lina Vieira 2 X 0 Governo Lula

25 agosto 2009

Nota de Lina Vieira divulgada hoje, 25 de agosto:

“As duas demissões e os doze pedidos de exonerações dos servidores que integraram a minha equipe, durante o período em que estive à frente da Receita Federal do Brasil, representam um perigoso recuo no processo de fortalecimento das Instituições de Estado do Brasil.

As Instituições de Estado – como é caso da Receita Federal – somente poderão exercer o seu papel constitucional se compostas por servidores que primem pela ética no serviço público, imunes a influências políticas de partidos ou de governos. Os governos passam, o Estado fica e, com ele, os servidores públicos.

Esses colegas são pessoas sérias, de competência inquestionável, cujo único pecado foi o compromisso com um projeto de uma Receita Federal independente e focada nos grandes contribuintes. Natal (RN), 25 de agosto de 2009.
Lina Vieira”

O imbróglio Petrobras X Receita Federal

25 agosto 2009

Diferente do que o governo e fontes da própria Petrobras andam soltando por aí, o imbróglio Receita Federal X Petrobras está longe de ser considerado resolvido. Dentro da receita há técnicos, gente com muitos anos de carreira e serviços prestados ao país, que tem opinião formada contra a manobra contábil aplicada pela nossa petrolífera para recolher menos impostos.

Na CPI, diretores nomeados por critérios políticos defenderam a maneira peculiar com que a Petrobras traduziu as normas tributárias. Falam inclusive em casos semelhantes na grande iniciativa privada brasileira. Fico na dúvida se a Petrobras não estaria dando o mau exemplo.

Não sou um especialista em tributação, mas concluo que, se existe a polêmica dentro da receita, caso encerrado não é. O fato da Petrobras ter estado com problemas de caixa no segundo semestre de 2008 na minha visão poderia ser interpretado até naturalmente, tendo em vista a eclosão da grande crise mundial, com profunda desvalorização do preço do petróleo no mercado internacional.

O que parece é que, por usar politicamente a nossa Petrobras como arma eleitoral, o governo Lula não aceita que a imagem de “sucesso” da companhia seja arranhada por questionamentos legítimos de ninguém, nem por órgãos de Estado.

A Receita questiona alguns métodos de recolhimento fiscal, a oposição questiona o uso do caixa da empresa em assuntos eleitorais e suposta corrupção, o TCU questiona algumas grandes operações de investimentos, a Polícia Federal questiona alguns procedimentos suspeitos criminalmente.

Mas Lula, Gabrielli e o PT não aceitam. Eles se apoderaram de mais de 50 anos de história para fazer dos méritos da Petrobras – que são só da Petrobras – em ativo do partido. Já onde realmente o governo pode ser responsabilizado exclusivamente, a regra é esconder. O caso do pré-sal é típico: Uma pesquisa que vem sendo conduzida há mais de 20 anos, mas por dar resultados práticos agora – na verdade prático mesmo só daqui alguns anos – torna-se carimbada pelo partido como fruto do seu governo.

Claro que ninguém quer proibir Lula de inaugurar com pompas as conquistas da Petrobras, isso é natural de qualquer governante. Mas não podemos aceitar a transformação descarada desses eventos em comícios eleitorais. Muito menos aceitar que haja um desmonte da Receita Federal justamente porque seus servidores de carreira indicam possíveis desajustes na área fiscal da empresa.

Hoje houve demissão coletiva de dirigentes da Receita por não concordarem com a maneira com que vem sendo feita a “tratoragem” do governo sobre o quadro técnico do órgão. Lina Vieira foi só um prenúncio.

É o jeito Lula de governar, misturando sempre política partidária com Estado, não colocando limites em seus subordinados e ele mesmo dando maus exemplos. O fato da CPI estar amordaçada é caso típico. Uma coisa é ter algum controle sobre uma CPI, outra abafá-la completamente.

 

Movimento Fora Sarney

22 agosto 2009

Nesse sábado (22/08) acontecerá em todo Brasil passeatas e manifestações de cidadãos insatisfeitos com a pizza do caso Sarney no senado federal, protestando contra a pemanência do senador maranhense do Amapá na presidência da casa.

Se você estiver disposto a contribuir com um movimento pró-cidadania, PARTICIPE, faça a diferença!

José Sarney representa o atraso, um Brasil arcaico que queremos enterrar

José Sarney representa o atraso, um Brasil arcaico que queremos enterrar

 

Para saber sobre locais e horários em outras cidades, consulte a comunidade do Orkut Fora Sarney.

Aloizio Mercadante, caso perdido

19 agosto 2009
Mercadante, seu diploma de doutorado e sua nota de 3 Reais

Mercadante, seu diploma de doutorado e sua nota de 3 Reais

Dilma mentiu quanto ao seu currículo acadêmico, Mercadante também. Pelo menos nesse ponto Lula é o senhor da verdade: Ele faz questão de lembrar que não tem currículo nenhum.

Um outro assunto…

18 agosto 2009

Vou nesse post sair do tema Petrobras para falar de um assunto que é fruto de inúmeros debates aqui em casa, envolvendo toda a família: O tal TAV – Trem de Alta Velocidade, projeto do governo federal que pretende conectar Rio-São Paulo-Campinas.

Obra inventada pelo governo Lula, sob justificativa de haver um gargalo na ligação dessas cidades para a copa do mundo de futebol em 2014, tem uma previsão de custo de 35 bilhões de Reais.

Tomando o exemplo dos preparativos dos jogos Pan-Americanos no Rio de Janeiro, onde a previsão era de gastos da ordem de R$ 500  milhões, e efetivamente se torrou 3,7 bilhões de Reais, podemos considerar essa previsão do TVA algo subestimado, principalmente porque se tem um prazo curto de quatro anos e meio para sua conclusão.

Sendo otimista, e saltando esse valor de 35 para um real gasto de R$ 40 bilhões (um acréscimo de 15%), teríamos o custo de um ano da extinta CPMF investido num único projeto, cujo benefício seria apenas o transporte de pessoas entre duas capitais, não contemplando o transporte de cargas. É o supra-sumo do desperdício de dinheiro suado de impostos numa obra que considero de luxo.

Fazendo um cálculo simples, essa obra custará 400 reais para cada brasileiro economicamente ativo. Isso mesmo! Cada um de nós vai tirar 400 Reais do bolso, igual uma coleta de doações na igreja, colocando no saquinho do ministério dos transportes, aquele que é dominado pelo PMDB, partido de Sarney, Renan e companhia, pródigo em envolver-se em celeumas com o TCU e empreiteiras.

Essa semana, aliás, a revista Veja publicou matéria mostrando o descalabro de outra obra ferroviária brasileira, a ferrovia Norte-Sul, que já engoliu R$ 1,4 bilhões do orçamento desde os anos 80 e continua inacabada, envolta em denúncias de corrupção, abandonada em vários trechos, sem manutenção e em visível deterioração. Curiosamente, ali também se encontram as digitais de Sarney e do PMDB. Porém, a Norte-Sul é uma ferrovia que, estivesse pronta, serviria para o desenvolvimento econômico da região, pois é prioritariamente uma ferrovia de carga (contempla passageiros também). É uma obra de infra-estrutura de transportes, diferente do TAV, um trem de luxo.

Os defensores do TAV costumam lembrar que países como o Japão, França, Alemanha entre outros tem seus trens de alta velocidade, e que vias férreas são uma solução para o transporte. Concordo plenamente. Mas lembro que todos esses países resolveram quase que plenamente problemas muito mais urgentes como saúde pública, segurança e educação, e tinham, quando investiram em seus “trens-bala”, sobra de caixa para tais empreitadas. O Brasil, diferente desses países, tem déficit de investimentos em questões básicas para seus cidadãos, não podendo desperdiçar tamanho montante em algo que, repito, não beneficia a logística de carga.

Se o problema é a copa de 2014 e a logística de turismo, o governo federal poderia economizar mais de 80% desse montante, construindo dois novos aeroportos exclusivos para ponte-aérea Rio-SP, em cada uma das citadas capitais, e ponto final. Seria coisa de menos de seis bilhões para isso, 15% dos quarenta bilhões previstos no TAV.

Para quem tem acompanhado o assunto, vale lembrar que a passagem do TAV é estimada em R$ 200 reais por viagem, preço de passagem aérea. Pelo valor, percebe-se também que não é obra que beneficiará a maioria da população, que continuará buscando no modal rodoviário a sua locomoção.

Aliás, pensando um pouco maior, poderíamos ainda com essa dinheirama: Ampliar o aeroporto de SP/Cumbica – custo de R$ 1 bilhão de Reais; duplicar a rodovia Presidente Dutra (BR-116 Rio-SP) – custo de R$ 6 bilhões; recuperar a malha ferroviária já existente entre esses dois estados – custo de R$ 2 bilhões. Total: R$ 9 bilhões. Somando os seis bi para a construção de dois novos aeródromos propostos acima ainda assim economizaríamos R$ 25 BILHÕES!!! E todos esses investimentos contemplam o transporte de cargas, gargalo real e imediato que atravanca o crescimento econômico da região.

Meu maior medo – e não é infundado – é que essa obra comece e nunca termine. Parecido com a ferrovia Norte-Sul, igual aos famosos e gigantescos viadutos fantasmas que jazem entre o Rio e São Paulo, abandonados na Serra do Mar, fruto de projeto rodoviário equivocado do governo federal na década de 1970, um triste retrato do desperdício de dinheiro público. Pra quem não conhece o caso, segue abaixo algumas fotos dos tais viadutos.

Está na hora da imprensa entrar pesado nesse debate, pois o governo federal está enfiando esse faraônico projeto ferroviário goela abaixo numa velocidade análoga ao trem-bala, sempre sob a desculpa das necessidades da copa do mundo, uma bela cortina de fumaça (futebol) para fazer o povo se conformar com o absurdo do custo e da falta de prioridade dessa obra, que corre sob a égide do PMDB e Dilma.

 

Viadutos perdidos na Serra do Mar Rio-SP

Viadutos perdidos na Serra do Mar Rio-SP

 

Ao menos os viadutos fantasmas servem para a prática do rapel

Ao menos os viadutos fantasmas servem para a prática do rapel

 

Para quem acha que é mentira, essa foto de satélite mostra a ligação do nada ao lugar nenhum

Para quem acha que é mentira, essa foto de satélite mostra a ligação do nada ao lugar nenhum

 

Vários desses esqueletos podem ser encontrados pela Serra do Mar

Vários desses esqueletos podem ser encontrados pela Serra do Mar

Campanha de adesão na TV

14 agosto 2009

 

blog TV petrobras PT 2CE

A Petrobras soltou no ar uma nova campanha publicitária em que divulga sua marca, suas conquistas, coisa muito normal. É uma campanha dispendiosa, com comerciais de TV de 30 segundos e que sorrateiramente insere, lá no finzinho da propaganda, o endereço do seu blog anti-imprensa.

Então ficamos assim: Uma empresa que tenta mostrar-se moderna e capaz, induz o público consumidor a entrar em um site da internet onde as duas únicas pautas são desmoralizar uma CPI do senado federal e atacar o trabalho da imprensa.

O consumidor que assistir o comercial de TV vai, embarcado pelo belo trabalho de promoção institucional, de boa fé cair em um blog de viés político, com uma seção de comentários recheado de textos de caráter eleitoral pró-governo, onde uma falsa impressão de adesão é fabricada devido a censura que exercem sobre a participação dos comentaristas que desejam criticar ou rebater as informações.

Mais uma novidade no mundo do marketing empresarial e no mínimo uma falta de decoro perante as leis eleitorais, pois mistura política com negócios.

Depois reclamam quando chamamos aquilo de site chapa branca disfarçado, sob comando do PT. Nunca antes neste país, quiçá no mundo, um blog ganhou campanha de divulgação na televisão, um dos meios mais caros de veiculação de propaganda. Blog que é blog, já disse aqui, se faz na raça dentro do mundo virtual. É um meio alternativo de comunicação, que não comporta esse uso desmedido de poder econômico como o que está sendo feito pela Petrobras. Deixou de ser blog, definitivamente.