Posts Tagged ‘lula’

A pressa no pré-sal

10 setembro 2009

Lula fez bem em retirar a urgência do seu projeto para o pré-sal, fazendo uma concessão à oposição e mesmo a membros da base aliada descontentes com um certo desprestígio do presidente com a casa. O projeto tem muitas características interessantes, mas peca pela falta de detalhamento.

Se não foi detalhado, urgente não poderia ser!

Estava analisando a criação do tal Fundo Social, uma das pernas do projeto e que deverá receber parte da exploração do pré-sal para ser utilizado apenas em alguns setores da vida nacional.

Eu acho que essa é uma boa idéia, mas restringiria mais os setores agraciados com esse dinheiro. Pelo projeto original se fala em Cultura, Ciência e Tecnologia, Educação, Combate à Pobreza e Sustentabilidade Ambiental.

Muita coisa e tudo sem detalhamento. combate à pobreza assim, genericamente, pode ser até a pobreza da família Odebrecht hehehe.

No projeto, a criação e formatação do tal fundo caberia única e exclusivamente ao executivo, sendo que o fundo ficaria vinculado diretamente à presidência da República.

Cheque em branco assim não tem condições não! Tem que estar detalhadinho como será esse fundo: Quais serão os ocupantes, se por mandato, por quanto tempo, que setores indicarão pessoas, como indicarão, quem fiscalizará, etc, etc, etc. Deixar tudo na mão do presidente – Lula ou o próximo que entrar – é um perigo. E tem que ser mais independente, não colado ao gabinete presidencial.

Esse projeto, só de folhear, precisaria de pelo menos um ano de discussões com a sociedade. Mas se o legislativo arrancou mais 50% do tempo, amanhã pode ser mais. Espero.

Anúncios

A Petrobras virou agência de publicidade

6 setembro 2009

 

petrobras lula e o brasil rico 4

Do Estadão:

Para cumprir a determinação do governo de exaltar o sentimento nacionalista e a tendência estatizante, a Petrobrás redirecionou suas campanhas publicitárias para mensagens de cunho ufanista e patriótico, deixando em segundo plano a exposição dos seus produtos. O pré-sal, cujo marco regulatório foi lançado segunda-feira passada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, virou o carro-chefe da grande campanha iniciada pela estatal.

A Petrobrás recusa-se a dar detalhes sobre os valores pagos por sua publicidade – trata-se de uma questão de mercado, diz -, mas a Secretaria da Comunicação de Governo (Secom) informou que a verba global da estatal para este ano é de R$ 310 milhões, em contratos com quatro empresas: PPR Profissionais de Publicidade Reunidos Ltda, Master Publicidade, F/Nazca, Saatchi & Saatchi Publicidade Ltda e Heads Propaganda Ltda. Em 2010, ano eleitoral, o valor total para a propaganda e publicidade deverá ser elevado para R$ 480 milhões, de acordo com informações do mercado publicitário.

As agências já estão alvoroçadas com a notícia porque também no ano que vem vencem os contratos. Um dos blocos, hoje de R$ 250 milhões, terá o contrato encerrado em 29 de janeiro; o outro, de R$ 60 milhões, acabará em 18 de março.

A ideia passada por quatro peças publicitárias que estão no ar é que, com o pré-sal, a Petrobrás descobriu a riqueza do futuro para o povo da Nação que só despertou depois da posse de Lula. Isso tudo, num abismo de 7 mil metros, no Oceano Atlântico, num desafio tecnológico sem precedentes. Na propaganda, a Petrobrás diz que é hoje uma das empresas mais admiradas do mundo e a única a já retirar petróleo do pré-sal.

Ao mesmo tempo em que busca provocar em cada cidadão o sentimento de orgulho por ter nascido num País que, segundo a publicidade, já é autossuficiente em petróleo – embora ainda importe óleo leve, o Brasil consome por dia 2 milhões de barris e produz 2,5 milhões, de acordo com dados do Ministério de Minas e Energia -, a propaganda tenta passar para a sociedade a impressão de que a empresa está sendo vítima de injustiças. Principalmente por parte do Senado, que abriu uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades em contratos da estatal.

Isso fica claro no texto das peças publicitárias: “Que país não gostaria de ter uma empresa como esta? Quase tudo que ela produz, ela produz aqui. E é consumido aqui, por brasileiros. É aqui que ela cria tecnologia. É aqui no Brasil que ela investe em cultura, meio ambiente, cidadania. E por ter um compromisso assim, com o seu País, ela é uma das empresas mais admiradas do mundo. A Petrobrás fez história. E está fazendo o futuro.”

Leia na íntegra clicanco aqui.

Meu comentário:

E eu abasteço meu carro pagando uma das gasolinas mais caras do mundo, de  qualidade inferior.

A qualidade é culpa da Petrobras. O valor é culpa do governo, com seus extorsivos impostos.

Quem já viajou para países do Mercosul sabe do que estou falando: Gasolina de excelente octanagem, que rende bem mais que a nossa.

Movimento Fora Sarney II – 7 de setembro

5 setembro 2009

Nessa segunda, feriado da Independência (07/09), acontecerá em todo Brasil manifestações de cidadãos insatisfeitos com as pizzas do caso Sarney no conselho de ética (?!?) do senado federal, protestando contra a permanência do senador “maranhense” do Amapá na presidência da casa.

Se você estiver disposto a contribuir com um movimento pró-cidadania, PARTICIPE, faça a diferença!

fora sarney II 2

 Abaixo, listagem de cidades e locais já agendados:

Brasília – DF
Ação: Será realizada uma grande festa.
Inicio 9h! Por isso,  CHEGAR CEDO.
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 7h
Onde:  Concentração na Rodoviária, Plano Piloto.
Escada rolante próxima à entrada do metrô.

Rio de Janeiro – RJ
Ação: Manifestação durante o Desfile Militar Oficial promovido pelo Governo do Estado
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 7h
Onde: Saída do metrô Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro

São Paulo – SP
Ação: manifestação pública
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 14h
Onde:  MASP

Itu – SP
Ação: panelaço contra a corrupção
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 17h
Onde: Praça da Matriz

Belo Horizonte – MG
Ação: manifestação pública
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 14h
Onde: concentração na Praça Sete

Curitiba – PR
Ação: manifestação pública
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 10h
Onde: Centro Cívico
Concentração: em frente ao Shopping Mueller
*Vá de preto, nariz de palhaço e cartão vermelho na mão.

Maringá – PR
Ação: manifestação pública
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 14h
Onde: concentração em frente a Universidade Estadual  (UEM).

Porto Alegre – RS
Ação: manifestação pública
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 9h
Onde: concentração em frente a Câmara Municipal

Florianópolis – SC
Ação: manifestação pública
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 16h
Onde: Trapiche da beira-Mar

Vitória – ES
Ação: manifestação pública
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 9h
Onde: em frente ao Bob’s na Praia do Canto

Manaus – AM
Ação: manifestação pública
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 9h
Onde: Posto em frente ao estádio Vivaldo Lima

Goiânia – GO
Ação: manifestação pública
Quando: segunda, dia 07 de setembro
Horas: às 15h
Onde: Na Praça Universitária

 

Para maiores informações acesse:  www.forasarney.com.br

 

PETROBRAS = PDVSA?

4 setembro 2009
PetrobrasPdvsa - Deus nos livre!

Hugo Chaves e Sergio Gabrielli: rindo de quê?

A Petrobras está tomada por pessoas com currículo apenas político, decidindo e planejando ações cujos interesses muitas vezes conflintam com os do Brasil.

A associação com a PDVSA da Venezuela, país que jogou a democracia na lata do lixo e vem impondo, à força, um regime totalitário e armamentista é um péssimo exemplo. Chaves expropria ativos de outros países com a maior sem-cerimônia. Investir dinheiro brasileiro naquele país hoje em dia é aposta de altíssimo risco.

Pré-Sal

É dever de cada cidadão brasileiro estar atento as novas regras sobre a exploração do petróleo do pré-sal geradas em gabinetes onde poucas pessoas tiveram direito a opinar. A urgência solicitada pelo presidente Lula na tramitação do projeto dentro do legislativo (45 dias em cada casa) é um acinte para a população, pois o pré-sal ainda demorará anos para gerar realmente riquezas, é coisa que começará realmente só no próximo governo e há muita controvérsia sobre o modelo apresentado.

Enfiar propostas goela abaixo é tática digna de Hugo Chaves. Espero que as técnicas do bufão venezuelano  não estejam contaminando nossos governantes. Não queremos uma espécie de PDVSA tomando conta do nosso petróleo. A Venezuela aplica seus petrodólares em armamentos e no financiamento de apoio de outros países, enquanto seu povo passa necessidades. No Brasil, queremos petrodólares exclusivamente para o desenvolvimento de ciência & tecnologia e educação, além da causa ambiental.

Precisamos ainda ter esse futuro dinheiro (e bota futuro nisso) resguardado de sanhas de governos de plantão. Nova estatal para gerir recursos não! Que se crie um conselho amplo, independente e democrático para fiscalizar e gerenciar essa futura bufunfa.

O puxadinho da Petrobras

26 agosto 2009

Em depoimento à CPI da Petrobras, o gerente-geral de Implementação de Empreendimentos para a Refinaria Abreu Lima, Glauco Colepicolo Legatti, reconheceu que o valor total da obra passou de R$ 10 bilhões para R$ 23 bilhões. Segundo ele, o aumento na previsão de gastos com a construção foi provocado por “indefinições e mudanças” no projeto inicial da refinaria.

 Do UOL Notícias

 

– Seu João, o senhor já terminou as contas do orçamento do meu puxadinho?

– Terminei sim Dona Antonia, tá tudo aqui na cadernetinha, tudo certin.

– Pois é Seu João, meu marido tá aflito, ele quer começar logo a obra, a mãe dele vem aqui morar com a gente, sabe como é, né?

– Ih Dona Antonia! Esse negócio de sogra morando junto, sei não…

– Nah! Eu e Dona Maria nos damos bem Seu João, ela é gente boa. Mas e a conta Seu João? Fala logo homem de Deus!

– Bão Dona Antonia, minhas contas aqui são infalíveis. Esse puxadinho com quarto e banheiro, mais a caixa d’agua de 500 litros e a varandinha pra véia deitar na rede vai sair doze mil Reais, nem mais nem menos.

– Doze mil Seu João! Mas o senhor tava falando em dez até ontem! O Juvenal vai ficar uma arara com esse preço… Sei não… Tá tudo incluso Seu João? Material, mão de obra, entulho, a caixa d’agua, tudo?

– Tudim tudim dona Antonia, pode ficar no sossego.

Oito meses depois…

– Toninha minha mulher, eu vou matar esse pedreiro!

– Faz isso não Juju, tá quase terminando… Calma homem, calma!

– Terminando tá minha paciência e meu bolso Toninha! Já vendi o carro, já não sei mais o que falar pros credores do cartão de crédito, tô ficando louco mulher, tô lascado!

– Mais dois meses amor e sua mãe se muda pra cá, tá na beirinha de acabar, tá no finzinho…

– Mas esse pedreiro falou, escreveu aqui nesse papel de pão, que não ia ficar por mais de quinze mil essa obra, e isso já tem oito meses, O-I-T-O meses! Tô vendo que isso vai passar de vinte mil, e eu vou ter que vender até a geladeira e a nossa TV…  Mulher, vou ter que vender seu fogão de seis bocas, escreve aí!

– Juju, fala isso não, podia ser pior… Veja a Petrobras! Eles falaram que iam gastar 10 bilhões numa obra e agora já tão falando em 23, tão pior que o nosso pedreiro! Calma que pelo menos desvio e roubo aqui em casa tem não. Seu João é atrapalhado com as contas, mas político não é não.

– Deus me livre Toninha, Deus me livre!

Lina Vieira 2 X 0 Governo Lula

25 agosto 2009

Nota de Lina Vieira divulgada hoje, 25 de agosto:

“As duas demissões e os doze pedidos de exonerações dos servidores que integraram a minha equipe, durante o período em que estive à frente da Receita Federal do Brasil, representam um perigoso recuo no processo de fortalecimento das Instituições de Estado do Brasil.

As Instituições de Estado – como é caso da Receita Federal – somente poderão exercer o seu papel constitucional se compostas por servidores que primem pela ética no serviço público, imunes a influências políticas de partidos ou de governos. Os governos passam, o Estado fica e, com ele, os servidores públicos.

Esses colegas são pessoas sérias, de competência inquestionável, cujo único pecado foi o compromisso com um projeto de uma Receita Federal independente e focada nos grandes contribuintes. Natal (RN), 25 de agosto de 2009.
Lina Vieira”

Movimento Fora Sarney

22 agosto 2009

Nesse sábado (22/08) acontecerá em todo Brasil passeatas e manifestações de cidadãos insatisfeitos com a pizza do caso Sarney no senado federal, protestando contra a pemanência do senador maranhense do Amapá na presidência da casa.

Se você estiver disposto a contribuir com um movimento pró-cidadania, PARTICIPE, faça a diferença!

José Sarney representa o atraso, um Brasil arcaico que queremos enterrar

José Sarney representa o atraso, um Brasil arcaico que queremos enterrar

 

Para saber sobre locais e horários em outras cidades, consulte a comunidade do Orkut Fora Sarney.

Lina Vieira vai falar no senado sobre "Fisco X Petrobras"

12 agosto 2009

Do UOL notícias:

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta-feira (12) requerimento convidando a ex-secretária da Receita Federal Lina Maria Vieira para prestar depoimento sobre o encontro que diz ter tido com a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). No encontro, Dilma teria pedido celeridade em auditoria realizada nas empresas ligadas ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Lina Vieira deverá comparecer à CCJ no próximo dia 18. A oposição já tinha anunciado que ouviria a ex-secretária em outra comissão do Senado, depois de ter frustrada a tentativa de levá-la para prestar esclarecimentos na CPI da Petrobras. O relator da CPI, Romero Jucá (PMDB-RR), rejeitou o requerimento e convidou o secretário interino, Otacílio Dantas Cartaxo, ouvido na terça-feira.

O líder do PT, Aloizio Mercadante (SP), enviou pedido à comissão para que a votação fosse adiada, mas foi voto vencido, assim como o de Inácio Arruda (PCdoB-CE), único representante da base do governo presente na reunião.

Lina Vieira também deverá ser inquirida sobre manobra tributária realizada pela Petrobras que resultou em recolhimento menor de impostos. A ex-secretária foi demitida depois que a Receita Federal se manifestou contra a operação.

(Clique aqui para ler a matéria completa)

And the Oscar goes to…

6 agosto 2009

sarney lula poderoso chefaoCE 

Em cima da charge de Welder Rodrigues, publicada no Kibeloco.

 

Esperança

31 julho 2009

A reviravolta no caso Sarney, onde o presidente Lula mostra-se agora um defensor menos ardoroso do senador “maranhense” do Amapá, é um sinal de esperança no desenrolar da CPI da Petrobras. Segundo noticiou o jornal O Estado de São Paulo, essa mudança de comportamento do presidente do país se deve unicamente à revelação, por pesquisas encomendadas pelo planalto, do desgaste perante a opinião pública da figura do presidente, incluindo ai o de sua ministra-candidata Dilma Roussef.

Mais uma vez, constatamos a força da opinião pública mudando a história da política real. Sabemos que Lula é altamente sensível a qualquer mudança de patamar de sua popularidade, a segunda maior já conquistada por um presidente no Brasil. No caso específico de Lula, é até uma obsessão, dado que ao menor indício de perda de popularidade – o que é até normal em finais de mandato – faz o presidente se esquecer de condutas responsáveis em questões de gestão pública e parta, sem pestanejar, para medidas populistas custe o que custar.

Mas, deixando essa paranóia presidencial de lado e olhando para o fato pura e simplesmente, o lado bom dessa história é justamente a mudança de atitude por parte dos políticos diante de uma massa descontente e amplificada pela imprensa.

Quando postei um texto saudando a instalação efetiva da CPI da Petrobras, alguns me criticaram pelo teor demasiadamente otimista do título do post. Claro que naquele momento, e ainda agora, tenho a exata noção da dificuldade que será investigar qualquer coisa dentro de uma comissão tão desequilibrada pró-governo. São nove senadores governistas contra apenas três oposicionistas, e ainda temos senadores sem voto, suplentes que chegaram à Brasília por pura deficiência do nosso sistema eleitoral que permite tamanho atraso.

Porém, pegando carona no atual “momento Lula”, que começa a dar sinais que deixará seu neo-aliado Sarney queimar na fogueira das denúncias comprovadas sem um apoio tão descarado, podemos imaginar que, com os holofotes da imprensa acesos e focados no andamento da CPI, o desequilíbrio de forças ali possa amainar.

Nunca é demais lembrar como a CPI do mensalão mudou rapidamente de rumo e produziu um documento que acabou em denúncia contra quarenta mensaleiros e derrubou, na cassação e depois nas urnas, um bom tanto de parlamentares.

Enfim, CPIs, mesmo tão desgastadas com a imagem da pizza assando no forno, quase sempre produzem algum efeito prático. Temos algumas para lembrar: A dos anões do orçamento, que terminou com seis parlamentares cassados e quatro que preferiram renunciar para fugir da punição e da inelegibilidade; A do PC Farias, que terminou com o impeachment de Fernando Collor e até a atual da pedofilia, que produziu leis mais severas para o caso.

Sei que o resultado de todas elas sempre é menor do que gostaríamos, pois o jogo político atua com força e o espírito de corpo fala alto. Mas é mais do que muito político apreciaria, Lula inclusive.